Tudo o que você precisa saber da pedra mais cobiçada depois do diamante.

A esmeralda é a mais preciosa pedra do grupo dos berilos e provavelmente a mais valiosa de todas as pedras preciosas, depois do diamante. A origem do nome vem do grego smaragdos que significa pedra verde e sua data de descoberta é de 2,97 bilhões de anos, na África do Sul.

As primeiras minas de esmeralda foram encontradas no Egito antigo, por volta de 3000 a.C., cujos nomes ficaram mais tarde conhecidos como Cleopatra´s Mines, devido ao fato de Cleópatra adorar a pedra.

As esmeraldas mais raras são as mais límpidas e transparentes, apesar das inclusões serem assinaturas da natureza e comprovarem sua genuinidade – gemólogos referem-se a estas inclusões como jardin (jardim, em francês).

O que é esmeralda?

Esmeralda é a variedade de tons de verde de berilo, um mineral que é composto de ciclosilicato de alumínio berílio. O nome “esmeralda” vem da palavra grega “smaragdos”, que significa “pedra preciosa verde.” A palavra foi mais tarde adotada pela língua latina como “smaragdus” e depois evoluiu para “Emeraude” no francês antigo antes de se tornar “esmeralda” no inglês moderno.

O processo de formação da esmeralda começa com a interação de fluidos quentes e ricos em minerais com a rocha hospedeira. Estes fluidos são geralmente criados por processos metamórficos que ocorrem quando as rochas são submetidas a altas temperaturas e pressões. Durante este processo, os fluidos penetram na rocha hospedeira, dissolvendo os minerais dentro dela e levando-os embora. À medida que os fluídos esfriam, depositam os minerais dissolvidos em fissuras e emissões na rocha, formando veias de esmeralda.

As esmeraldas são encontradas principalmente na Colômbia, onde são extraídas há milhares de anos. Outras fontes significantes de esmeraldas incluem Afeganistão, Austrália, Áustria, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Egito, Índia, Itália, Cazaquistão, Madagascar, Moçambique, Namíbia, Nigéria, Noway, Paquistão, Rússia, Somália, África do Sul, Espanha, Sri Lanka, Tanzânia, Ucrânia, EUA, Zâmbia e Zimbábue. A qualidade das esmeraldas varia muito dependendo de sua origem, com as esmeraldas colombianas geralmente consideradas as mais valiosas devido à sua cor verde-escuro e alta clareza.

Esmeralda Verdadeira

Segundo o Gemological Institute of America (GIA), para que a gema seja reconhecida como uma esmeralda e não um berilo verde, é necessário conter no mínimo 0,1% de óxido de cromo (Cr203).

O processo de extração

Geralmente o processo de mineração de esmeraldas é feita à mão. A utilização de maquinário pode aumentar a pressão sobre as formações rochosas e quebrar as esmeraldas que possuem bastante inclusões.

Quem são os principais produtores de esmeraldas ?

As esmeraldas são extraídas em várias partes do mundo, porém os três maiores fornecedores são: Brasil, Colômbia e Zâmbia.

Durante muito tempo as esmeraldas colombianas representavam cerca de 80-90% da produção mundial, sendo historicamente a produtora das melhores esmeraldas do mundo  – hoje este número caiu para 60%. Colômbia também é conhecida por produzir um tipo raro de esmeralda chamada Trapiche, embora haja também relatos de esmeralda Trapiche no Brasil e em Madagascar. As esmeraldas Chivor têm uma cor verde azulada, enquanto as esmeraldas Muzo têm geralmente uma cor mais verde amarelada.

No norte da África encontram-se hoje minas de esmeraldas, como Coba e Somerset, porém apenas 5% de sua produção é de boa qualidade; a maioria das pedras é turva ou cabochão. Na Zâmbia, as esmeraldas são mais acinzentadas, em Zimbabwe o verde é intenso, mas os tamanhos são menores e possuem muitas inclusões.

Esmeralda do Brasil

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de esmeraldas, com a gema encontrada em várias regiões do país. No entanto, hoje, a maioria das esmeraldas brasileiras é extraída no estado de Minas Gerais, conhecido por seus ricos e diversos depósitos minerais.

Uma das características distintivas das esmeraldas brasileiras é sua cor, que pode variar de verde brilhante e vívido a um tom verde-amarelado. As esmeraldas brasileiras são tipicamente mais claras do que as colombianas e muitas vezes têm um tom amarelado. A cor das esmeraldas brasileiras é devida à presença de ferro na pedra, o que lhe confere um tom único que é diferente das esmeraldas encontradas em outras partes do mundo.

As esmeraldas brasileiras também são conhecidas por sua clareza. Enquanto algumas esmeraldas brasileiras podem ter inclusões, muitas são relativamente claras e transparentes. As esmeraldas brasileiras são frequentemente encontradas em tamanhos maiores e são usadas em peças de joalheria.

Esmeralda da Zâmbia

A Zâmbia é um dos principais produtores mundiais de esmeraldas, e as esmeraldas zambianas são conhecidas por sua intensa e rica cor verde. Esmeraldas zambianas são encontradas em vários locais em todo o país, incluindo as minas de Kafubu e Grizzly.

A característica única das esmeraldas zambianas é a sua cor, muitas vezes descrita como verde profundo e vibrante. As esmeraldas zambianas são tipicamente incolores mais escuras do que as esmeraldas colombianas e muitas vezes têm um tom verde-azulado. A cor das esmeraldas zambianas é devido à presença de cromo, vanádio e ferro na pedra.

As esmeraldas zambianas também são conhecidas por sua excepcional clareza. Muitas esmeraldas zambianas são relativamente livres de inclusões, o que as torna muito procuradas pelos colecionadores. Espécimes zambianos são frequentemente encontrados em tamanhos menores do que esmeraldas de outros locais, mas em quantidades maiores. Em termos de valor, as esmeraldas zambianas são tipicamente menos caras do que as esmeraldas colombianas, mas mais caras do que as esmeraldas brasileiras

Esmeralda da Colômbia

A Colômbia é conhecida como a maior produtora mundial de esmeraldas, e as esmeraldas colombianas são muito procuradas por sua cor verde vívido e profundo. Os depósitos de esmeralda do país estão localizados na cordilheira oriental da Cordilheira dos Andes, e foram extraídos por séculos. A mina Muzo, localizada no departamento de Boyacá, na Colômbia, é uma das mais famosas e produtivas minas de esmeralda do mundo.

Uma das razões pelas quais as esmeraldas colombianas são tão valorizadas é devido à sua cor única. As esmeraldas colombianas são conhecidas por sua cor verde pura mais intensa, causada pelo cromo e vanádio na pedra. A cor das esmeraldas colombianas pode variar de verde amarelado a verde profundo, mas as esmeraldas mais valorizadas são verde puro e intenso com um leve tom azulado.

Outra razão pela qual as esmeraldas colombianas são tão valorizadas é sua clareza. As esmeraldas colombianas são muitas vezes muito claras e transparentes, com menos inclusões do que as esmeraldas de outros locais. Isto é devido às condições geológicas na Colômbia, que permitiram a formação de esmeraldas com pequenas imperfeições.

Devido à sua raridade e beleza, as esmeraldas colombianas são altamente valorizadas na indústria de jóias. Eles são frequentemente usados na alta joalheria. Nos últimos anos, a demanda por esmeraldas colombianas aumentou, com muitos colecionadores e investidores buscando adquirir essas pedras raras e bonitas.

Tratamento

Esmeraldas perfeitas e não tratadas são raras, difíceis de encontrar e o preço é exorbitante.

Podemos dizer que é um tabu falar em tratamento na joalheria, pois há controversas: uns acham prejudicial, outros discordam. É importante informar que praticamente 99% das esmeraldas passam por tratamento para realçar o brilho e a cor da gema. Geralmente óleo de cedro é usado para preencher fissuras, a fim de melhorar a clareza na pedra.

Por ser uma pedra sensível para lapidar, foi criado um método de lapidação único para essa gema chamado de emerald cut. Israel foi durante muito tempo um dos maiores lapidadores de emerald cut do mundo, perdendo espaço para a Índia.

Esmeralda cuidados e limpeza

As esmeraldas são pedras preciosas relativamente duráveis, com uma dureza de 7,5 a 8 na escala de Mohs. No entanto, eles exigem mais cuidados do que algumas outras pedras preciosas devido às suas assinaturas da natureza e inclusões. Recomenda-se remover as joias de esmeralda antes de praticas alguma atividade física e tarefas de limpeza doméstica e evitar expô-las a produtos químicos como amônia, álcool, alvejante e outros ácidos.

Para limpar esmeraldas em casa, pode-se usar um detergente neutro e água morna. Mergulhe a esmeralda na solução por cerca de 20 a 30 minutos e use uma escova de dentes macia para esfregar a sujeira. Em seguida, lave a joia com água limpa e seque-a com uma flanela. É importante notar que as esmeraldas não devem ser limpas usando produtos químicos agressivos ou limpadores ultrassônicos, pois podem danificar a pedra ou quaisquer tratamentos que tenham sido aplicados para melhorar sua durabilidade e cor.

Ao armazenar jóias de esmeralda, é melhor mantê-lo separado de outras pedras preciosas mais macias para evitar arranhões. Da mesma forma, deve-se proteger suas esmeraldas de pedras mais duras, como diamantes, e armazená-las em sacos de jóias de pano separados.

O simbolismo das emeraldas e seu significado

A cor viva da esmeralda simboliza a primavera e o renascimento em muitas tradições; também é atrelada ao amor e à beleza – romanos dedicavam a cor verde à Vênus, Deusa do amor. Na idade Média, as esmeraldas era usadas para ver o futuro e a proteger contra espíritos malignos. Acreditava-se que esmeraldas forneciam o dom da previsão do futuro.

Além disso, a esmeralda atrai a fertilidade, ao crescimento, a honestidade e a auto descoberta, também estimula a criatividade e a memória. Esmeraldas foram muito utilizadas para tratar do sistema imunológico, e a fortalecer o coração. 

A esmeralda é a pedra do mês de maio (GIA), do signo de câncer (22/06-22/07), das bodas de 10 anos de casamento e das profissões: médico, veterinário, biomédico, obstetrícia, zootecnia, biólogo, estudos sociais e fisioterapia.


COMO LIMPAR AS SUAS JOIAS

Aprenda o passo a passo de como limpar a sua joia de forma correta.