Nos últimos anos, os diamantes negros têm crescido muito em popularidade e são usados em uma grande variedade de jóias. Graças à sua aparência ousada e única, eles caíram nos encantos das celebridades, e assim foram promovidos de elenco secundário para papéis principais.

Neste artigo, faremos um mergulho profundo no mundo dos diamantes negros. Você vai descobrir o que eles são, o significado simbólico que eles representam e fatos interessantes sobre eles. 

O que é um diamante negro? São diamantes reais?

Um diamante negro de cor natural também é conhecido como Carbonado, que é um termo português para diamante escuro e opaco. Do ponto de vista Gemológico, um Carbonado é uma forma bruta de diamante policristalino que é composto de carbono amorfo, grafite e diamante.

Se isso soa muito técnico para entender, você pode simplesmente pensar em um diamante negro como um grande grupo de sujeira de diamante onde uma mistura de grafite, carbono e cristais de diamante são cultivados juntos.

Em comparação com outros diamantes coloridos, os diamantes negros não obtêm sua cor de impurezas químicas (p. ex., impurezas de nitrogênio causam tons amarelos, enquanto o boro causa tons azuis) em sua estrutura cristalina. Em vez disso, os diamantes naturalmente negros obtêm sua cor a partir das enormes quantidades de inclusões minerais que se estendem por toda a pedra.

Devido à sua natureza opaca, os diamantes negros não exibem o brilho ou luz que normalmente associamos a um diamante. Em vez disso, eles exibem um brilho “adiamantado” que lhes dá uma aparência brilhante.

Embora os diamantes negros ainda sejam classificados em 10 na escala de Mohs de dureza mineral, eles são conhecidos por ser ainda mais duro do que a maioria dos diamantes. Esta durabilidade incomparável é o resultado das diferenças em sua estrutura, e é por isso que essas gemas foram usadas para uma variedade de funções antes de serem aplicadas em jóias.

Possui uma quantidade alta de inclusões, como grafite, pirita ou hematita, fazendo com que eles difiram de cor. A cor real do corpo dos diamantes negros pode variar de quase incolor a marrom ou verde-oliva, mas a concentração de inúmeras inclusões os faz parecer preto. Diamantes negros são geralmente opacos com um alto brilho, o que lhes dá uma aparência metálica.

Os diamantes negros tratados são criados em laboratórios, geralmente de valor extremamente baixo, devido à alta quantidade de inclusões. O tratamento com calor ou radiação grafita as fraturas e transforma a cor dessas gemas em preto. Como você pode imaginar, os diamantes negros tratados são mais acessíveis e comuns comparados aos naturais.

O simbolismo dos diamantes negros e seu significado

Acredita-se que os diamantes negros eram uma forma de proteção contra o mal e os carbonados tinham poderes de limpeza para remover a má sorte. Em algumas sociedades, essas jóias escuras também eram vistas como uma ferramenta de comunicação entre o mundo espiritual e físico.

Algumas pessoas também acreditam que os diamantes negros simbolizam carisma e tinham poderes para ajudá-lo a moldar seu futuro. A este respeito, os diamantes negros também estão conectados com força interior e paixão.

Quão raros são os diamantes negros?

Em comparação com outros diamantes fancy coloridos com tons rosa ou verde, os diamantes negros não são tão raros, mas isso não significa que essas pedras são facilmente encontradas em minas ao redor do mundo. Na verdade, os diamantes negros naturais só são encontrados no Brasil e na África Central.

Isso pode ser uma surpresa, pois os diamantes negros são frequentemente classificados como diamantes industriais de baixa qualidade (Bort) que são abundantes na natureza. No entanto, diamantes (Carbonado) que têm uma quantidade extremamente alta de inclusões e clusters de grafite são relativamente raros em comparação com diamantes incolores.

Como são classificados os diamantes negros?

Em comparação com outros diamantes coloridos, os diamantes negros são encontrados em apenas um grau de cor: fancy black. Além disso, uma vez que a maioria dos diamantes negros são fortemente inclusos, eles não podem ser classificados na escala de clareza do GIA. É por isso que, em vez de um relatório de classificação, o GIA emite um Relatório de Identificação e Origem de Diamantes Coloridos, onde os diamantes negros são descritos como fancy black, e sua origem de cor como natural ou tratada.

Como os diamantes negros são opacos, não haverá menção aos graus de polimento e simetria, apenas grau de cor, origem da cor, peso e medidas em quilates. É recomendável comprar diamantes negros classificados por laboratórios respeitáveis, pois esta é a única maneira de saber com certeza se a gema é natural ou tratada.

Os diamantes negros são pedras de baixa qualidade?

A cor dos diamantes negros não é apenas devido às suas inclusões, mas também devido à sua estrutura única. A estrutura afeta como eles refletem a luz, que é absorvida principalmente pela pedra. Os diamantes negros não exibem nenhuma luz.

Os diamantes negros tratados, por sua vez, devem sua cor ao tratamento e não à estrutura. Se o diamante incolor original era de alta qualidade é uma questão diferente. Mas vamos concordar, é muito improvável que alguém pegue um diamante incolor da mais alta qualidade e mude a cor para preto para vendê-lo por menos.

Basta ter em mente que, independentemente da origem, essas pedras têm um grau de clareza muito baixo por causa de sua cor e estrutura. No entanto, as diretrizes tradicionais de qualidade usadas para avaliar diamantes incolores não se aplicam aos diamantes negros. É por isso que o termo “baixa qualidade” não faz sentido quando usado para diamantes negros.


Qual A Importância De Fogo E Dispersão No Diamante?

Quando se trata de joias de diamante, a qualidade do corte é o fator mais importante que afeta sua aparência e lhe dá o fator “uau”. Com melhor qualidade de corte, um diamante exibirá melhor brilho, padrão de contraste e fogo.